9.30.2010

Broncas constantes inibem o gênio



Você passa a maior parte do tempo dando broncas e ordens a seus filhos?  Só fala com aspereza e impaciência?

Mesmo os pais mais calmos e equilibrados,   perdem a paciência com os filhos de vez em quando. E isso é normal. Mas não podemos deixar que esse modo de ser vire o nosso modo  permanente de ser.
Já vi uma mãe que demonstrava irritação com cada gesto do filho. Se o menino abria uma gaveta, ela repreendia: "Fecha isso menino"; se produzia ruído, batendo com um pau no chão, gritava:"Fica quieto!";  e se ele se escondia atrás da cortina, agitando-a levemente, dizia: "Sai daí, garoto!". É claro que temos de dar limites a nossos filhos, e não podemos deixar que façam tudo o que querem. Teremos de dizer não muitas vezes, e isso não traumatiza a criança. O problema é quando não damos oportunidade para que nossos filhos desenvolvam todo o seu potencial criativo. Dar limites não é o mesmo que tolir. Dar limite é educar, ensinar a criança a desenvolver autocontrole, a ter domínio próprio. Mas isto não inclui limitar a vivência infantil, nem dar uma bronca-monstro quanto o garoto de 3 anos, ainda com uma coordenação motora imatura, derrama o suco sobre a mesa.

Deveríamos dizer "sim" sempre que possível, e dizer "não" sempre que preciso.

Outra mãe que conheci só sabia dar broncas e repreender os filhos. Tive oportunidade de observá-la por alguns dias. Em nenhuma ocasião a vi dizer palavras bondosas, de apreciação ou de encorajamento. Ela parecia permanentemente insatisfeita com  eles. Bem, as crianças aprendem o que vivenciam. Como nossos filhos se tornarão pessoas agradáveis, gentis, se raramente escutam de nós palavras gentis? Como terão uma atitude serena e positiva perante a vida, se a mãe sempre explode por qualquer bobagem? Como poderão ter motivação, que é a principal característica das pessoas bem sucedidas, se nunca se sentem valorizados?

8 comentários:

  1. É com muita satisfação que eu acompanho seu blog A. Julia. Você sempre escreve sobre alguma coisa que esta me passando pela cabeça. Seu último post com o exercício para bebês é muito legal. O engraçado é que esse é um exercício que eu sem querer faço com a minha pequnina ( a Luísa de 2 meses). Mas esse em especial me pegou num momento único. Com a chegada do novo bebê eu comecei a sentir no fim do dia a sensação de que eu só havia falado "não" para a Anita. Fico as vezes muito tensa com o dever de educa-la a acho que às vezes eu exagero um pouco. Principalmente quando preciso dar atenção às duas. Nunca deixo de elogia-la pelo bom comportamento, mas acho que dá pra ser mais maleável. Já percebi que muitas vezes ela já sabe que não pode tirar as roupas da comoda e jogar no chão. No entanto, assim que ela abre a gaveta (geralmente quando estou trocando a fralda da outra) eu já digo para fechar. O interessante é que ela se irrita, como se ela não fosse jogar as roupas, mas só quisesse olhar. Foi bom ler isso. Vou procurar ter mais calma.

    ResponderExcluir
  2. Educar é uma tarefa constante! Sem receita de bolo, mas, que deve ser feito com muito amor....
    Obrigada por escrever esse Blog lindo!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  3. Viviane de Oliveira3 de set de 2011 08:34:00

    Amei cada dica!

    Acabei de ter acesso ao seu blog e já consegui ler todos os tópicos, pois são muito envolventes.
    Sou mãe de um lindo bebê de 3 meses (João Vinícius, nosso 1° filho). Li muito durante todo o período gestacional, então alguma coisa que vi aqui em seu blog fiquei contente porque eu já punha em prática com nosso filho, porém, outras foram novidades. Começarei a pô-las em prática também para que eu continue tendo bons resultados.

    "Quando percebemos que nosso filho estava ganhando força, meu esposo e eu o segurávamos pelos dedinhos e o levantávamos (ainda fazemos isso), e por incrível que parece nosso pequeno começou a dar pequenos passinhos, bem curtos e demorados no chão, todo durinho e as mãozinhas segurando firmes em nossos dedos."
    Envolvi-me tanto com suas dicas que já comecei a confeccionar o Mapa Montessori. Imprimi as bandeiras da internet, (como deu a dica), mas vou mudar um pouquinho do seu. A priori não farei baseado no jogo War, explorarei somente a localização dos países.
    Colei o mapa Mundi num isopor, e depois a fixei numa madeira para não quebrar, ai só encaixaremos as bandeiras nos palitinhos no isopor.
    Depois de pronto postarei para que veem o resultado. Meu marido é geógrafo e está me ajudando com a confecção. Apesar do nenê ainda não ter uma idade apropriada para essa dica, mas estou aproveitando minha licença maternidade para ir deixando pronto. Rs!

    Obrigada pelas Dicas...
    E Parabéns pelo Blog

    ResponderExcluir
  4. OI, Viviane!!!

    Adorei a idéia de colar o mapa no isopor! Que felicidade saber que vocês estão tão envolvidos com a educação do Vinícius.
    Quando o mapa ficar pronto, compartilhe conosco, certo?
    Vamos manter contato!

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. O segredo é equilíbrio, tanto nos elogios, quanto nas broncas; mas o reforço positivo deve ter maior impacto na vida da criança.
    Abço,
    Roberta, mãe dos gêmeos Rute e Miguel

    ResponderExcluir
  6. Amei esse blog, conteúdo importantíssimo.
    Estarei sempre por aqui.

    Abç.

    http://piticodegente.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Ana Júlia me dá colo....rs
    Eu tenho tido essa sensação que, por me cobrar demais, fico o tempo inteiro tentando ensinar tudo ao mesmo tempo e podando a Laura em tudo o que eu acho que é errado ela fazer... Mas as vezes me pergunto se não estou sendo enérgica demais...
    Vou dar um exemplo: quando chegamos perto de um neném, eu tenho medo de deixar ela chegar perto do neném e sem querer exagerar na dose de carinho, então fico segurando ela ou olhando pronta para dar o "bote"... Se ela abre uma gaveta, mando ela fechar imediatamente... e assim sucessivamente...
    Será que estou querendo uma perfeição que não é necessária? Tem horas que me perco...
    E a minha preocupação maior é com a chegada do segundo que está a caminho... Dúvidas, quantas dúvidas...
    Seu post veio a calhar... :)

    Beijocas
    Carol

    ResponderExcluir
  8. Caiu como uma luva para mim....precisava ler exatamente isso para ver o quanto estou sendo energica e errada .....obrigada pela materia!

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails